quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Programa de humor

Meu caro e minha cara sem-fronteira, imagino que desde ontem você esteja desfrutando de dois programas diários de humor na sua televisão e no seu rádio. É um programa muito peculiar, que fica nas ondas da TV ou do rádio por 45 dias, e que tem duração de 60 minutos divididos igualmente pela manhã e tarde, no rádio, e pela tarde e à noite, na TV. Obviamente que estou falando do horário eleitoral 'gratuito'.

Confesso à vocês que adoro os programas políticos! Sem hipocrisia nenhuma. Infelizmente estou podendo ver na TV apenas o programa da tarde, porque se tivesse tempo, assistiria o da noite também. Não gosto muito de escutar nossos humoristas temporários, porque sinto muita falta de ver a cara deles e soltar boas gargalhadas.

E ontem, já no primeiro programa, me diverti bastante! Afinal de contas, era o programa destinado aos vereadores, o qual já está anotado na minha agenda: toda terça, quinta e sábado minha dose de bom humor está garantida. Meus caros, as figuras que apareceram ontem aqui em Belo Horizonte... Apenas alguns que me lembro: Kbeça - não, não é que me 'lembro de cabeça' não, mas há um candidato com a alcunha de Kbeça. Igual quando escrevemos SMS. Também temos um ex-BBB: Alberto Cowboy, que disse: "Já pedi seu voto antes, mas agora peço para uma coisa séria". Bom, agora sim, os dois mais bizarros que me lembrei de 'kbeça' foram estes mesmo.
Excluindo-se os candidatos bizonhos e bizarros, algo é comum entre eles: a campanha superficial.

Muitos partidos, simplesmente colocam a foto de 87961 candidatos espremidos entre o nome, o número e o infeliz, com um sorriso forçado. Os partidos, não fazem nenhuma apuração para que se verifique a vida pregressa do candidato. Simplesmente nos enfiam de pessoas sem experiência, quem dirá de vida pública e assim, nos oferecem atores de comédia para que sejam votados. E isso, em todos os partidos. Ficamos sem nenhuma opção.

Tenho a absoluta certeza que o que está acontecendo em Belo Horizonte, se estende ao resto do Brasil, já que a política, no quesito 'qualidade', é zero em todo o país. Algo que também se estende à todas as cidades deste país é a necessidade urgente da reforma do sistema político! Ok, piadas e situações cômicas à parte, a situação verdadeira mesmo é de fazer chorar. O eleitor, em sua maioria, concordo, não sabe votar, mas a pergunta é: como votar certo no atual modelo? Como escolher o meu representante do legislativo municipal em 5 segundos ou menos que cada candidato tem? Como vou saber as propostas deles? O que pensa? Talvez, até mesmo o infeliz do Kbeça tenha boas idéias, mas do jeito que é apresentado, impossível saber.

No final, acontece o que sabemos: "Fulana, em quem você vai votar? Porque se você não tiver candidato, vota no meu vizinho, tá? Ele é ótimo! Muito boa gente." Este, é um dos exemplos do que acontece. E é desta forma, que os atuais quadros de políticos continuam os mesmos, sem renovação, com a mesmice e a retórica de sempre. Sabemos muito bem que o índice de renovação do Legislativo brasileiro é baixissímo. E assim, com os mesmos de sempre, com o mesmo esquema de votação, com a mesma lei eleitoral vamos levando, caminhando sem expectativa nenhuma de mudança.

Pois é... por que será então que a lei não muda, hein? Neste caso, não é nem preciso quebrar a kbeça, não é verdade?

6 comentários:

Helena disse...

Maravikha!

já disse tudo!

Bertonie JVinee disse...

Adoroo!!
Realmente os vereadores são muito falsos no sorrisinho e o programa político fika até engraçadinho.
Adorei o post
xD
abraços

guilherne disse...

Adoro! [2]
Eu tmb me deleiteio com as propagandas dos candidatos a vereador. E cm foi dito no post, chega a ser nojento q os partidos autorizam figuras 'nada a ver' a concorrerem ao lesgislativo. Mas é aquela história: eles deixam isso, porque mts vezes, essas figuras são eleitas e o mandato, é do partido e não do candidato.

Ana Assis disse...

Ai, odeio propagandas políticas justamente pq elas não acrescentam em nada a campanha. Mas realmente, raaaaaxo de rir!

Edu França disse...

Bom, sem uma reforma tributária o Brasil não anda, todos os países que cresceram passaram por uma severa reforma, mas aguardar esse dia que não chegará pelas mão dessa casta que aí está!

Wander Veroni disse...

Oi, Catta Prêta!

Adorei o que escreveu. As suas análises são sempre muito ricas, parabéns mesmo. Como que gostaria que o horário eleitoral fosse um espaço para o debate e não a hora do humor brasileiro, viu! Só tem bizarrice nos nossos candidatos a legisladores...vou te contar...hehehe.

Vc tá me devendo um visita no Café, hein! Tem post novo lá.

Abraço,

=]
____________________________
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Melhor visualização com o navegador Mozilla Firefox