quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Ideologia partidária

Olá sem-fronteira! Aqui estamos em mais uma postagem no dia que deve ser, título do post correto, parágrafos na ordem e estrutura que devem estar e por último, e muito importante, um assunto que me deixou ‘matutando’, como diz meu avô.

Todos sabem, que a eleição em Belo Horizonte é algo muito bonito, suprapartidário e sim, não há dúvidas: para o bem de da cidade. Isso, na cabeça de Fernando Pimentel, do PT e Aécio Neves, do PSDB. Pois bem, o que de fato e concreto nós sabemos é que Pimentel e Aécio montaram uma aliança no mínimo bizonha e levando à um caminho que cada vez mais poda o debate político no estado. Aqueles que pensam ao contrário, tudo bem. Muitos podem realmente acreditar que um debate civilizado pode acontecer entre dois antagonistas da política: PT e PSDB. A aliança desses pseudo-rivais aqui na cidade seria assim um esboço de algo a nível nacional, talvez. Por que não?

Sendo assim, é de se imaginar que pelo menos Aécio Neves e Fernando Pimentel não criticassem o partido alheio, afinal de contas, BH é prova concreta deste belo caminho de convergência, união. Correto? Sim, na teoria. Digo na teoria, porque hoje, surpreendentemente encontro uma matéria no G1, na qual Aécio, em encontro no Banco Mundial, critica o “descontrole de gastos do governo Lula”.

Bingo! É isso que me deixou ‘matutando’. Como Aécio Neves endossa o apoio de Fernando Pimentel a um candidato e ao mesmo tempo, critica o partido do mesmo Pimentel? Confuso, não é? Também acho. Mas não me surpreendo: essa confusão é proporcional a falta de ideologia partidária neste país.

Aécio então estaria se contradizendo. Ou talvez, não. Não sei, juro. O que vemos hoje no cenário político nacional é uma ciranda de confusões: PT-PSDB em Belo Horizonte são amigos. Aqueles que moram em São Paulo sabem as farpas que são trocadas entre Alckmin, PSDB e Marta, PT. DEM-PSDB no plano federal são aliados, em BH, rivais. Em São Paulo, idem. E bota rivais nisso!

Quem sai perdendo com tudo isso? Adivinhem, adivinhem! Se você disse: “Eu” ou “Nós”, acertou. Ficamos assim, sem alternativa. Sem saber em quem confiar, em quem votar. Hoje em dia, ser filiado a algum partido é tolice, afinal, todos se misturam, se mancomunam.

Podem falar o que quiserem do sistema eleitoral e político americano: bipartidário, maluco, confuso etc etc. Mas uma coisa, é inegável: lá, há sim dois caminhos que podem ser escolhidos. Afinal de contas, é evidente que o modelo de Estados Unidos e de mundo que pregam Democratas e Republicanos é diferente. Aqui, caminhamos para apenas um e podem ter certeza, que não é nem um pouco bom.

8 comentários:

Alice Daniel disse...

Os políticos trocam tanto de partido que já nem sabem quem é amigou ou inimigo! rsrs

José Roberto disse...

Sr. Catta Prêta,

Você sintetizou em a questão de fidelidade partidária e ideologia. Algo que sumiu no oásis do poder. A campanha em Belo Horizonte esconde grandes mistérios e ações escusas.

Aliás, misterioso é a inconstância nas suas postagens. Procurei a última sobre internacional e nada! Desculpa a indiscrição, mas há algo contigo? Pode me responder em off, se quiser.

Abraço.

Meu email: junckesferronato@gmail.com

Wander Veroni disse...

Oi, Catta Prêta!

Bela reflexão, meu caro. E ainda tem mais: as más línguas andam dizendo que o Pimentel vai para o PSB assim que acabar a eleição - por isso o pq do apoio.

Tb não gostei dessa alinaça e do nosso nobre candidato laranja. Falata representatividade política para BH nessas eleições...por enquanto a Jô lidera as pesquisas por causa disso - é a única q tem representatividade e visibilidade - mas, ainda, não é candidata que nós sonhamos.

Abraço,

=]
__________________________
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Lucas Catta Prêta disse...

PARA JOSÉ ROBERTO:

A última postagem de internacional? No caso, essa: http://semfronteirasnaweb.blogspot.com/2008/08/enquanto-o-mundo-celebra-na-china.html

Faltou uma procura melhor do senhor, não é mesmo?

Prefiro responder aqui mesmo, nada de off. Acredito que quando um jornalista queira dizer algo, ele deve falar diretamente com a pessoa, nada de intermediários, e na frente do público. No nosso caso, os internautas.
Algo errado? Comigo não, mas com o senhor talvez. Muitissímo estranho este comentário do senhor, até porque não lhe dei nenhuma liberdade para falar comigo. Sobre a inconstância das postagens: mais estranho ainda. Não postei na último sábado, por motivo pessoal e foi só. Novamente, muitissímo estranho este comentário, mas como disse no post de aniversário do SF, sua opinião aqui é respeitada, embora não tenha que ser aceita por mim.

Passar bem.


Mas enfim, é isso. Obrigado por gostar do

Guilherme disse...

Lucas,

O seu xará me enviou um e-mail horas atrás dizendo sobre seu post. Bem, sou daí de Minas e te digo cara: que texto! Perfeito. Essa aliança do PSB e do PT só passa na mente do Pimentel e do Aécio, que planejou isso pra sair como presidente em 2010.

E quanto a ideologia!! Você disse tudo!!

Vou comentar outro post seu. Até e parabéns peo trabalho Catta Prêta. Digno de um grande profissional.

Guilherme disse...

Lucas, mais uma coisa. A IG proporciona um site para que pessoas talentosas como você, o Fernandes e o outro blogueiro, o André, mostrem seus trabalhos. Basta ter um e-mail dela e enviar a notícia. Caso ela seja selecionada, eles tentram em contato com a pessoa.

Esses seus artigos merecem estar em portais de sucesso também!!

Agora tô indo mesmo pro outro. Fui!!

José Roberto disse...

Sr. Catta Prêta, peço-lhe perdão pelo maneira em que me expressei e pela ofensa, se assim pensas.

Minha deselegância ultrapassou limites. Mas lhe digo que meu trabalho por aqui terminou e o caríssimo editor terá a alegria de não contar comigo. Tudo que tinha que ser analisado, foi.

A internet nos propicia atos de extrema ignorância. Desculpe pelo meu, e bom trabalho daqui em diante.

All3X disse...

Em BH ou em qualquer outra cidade brasileira passa por situações semelhantes, não há ideologia partidária em local algum.
Pode haver sim casos excepcionais, mas é vergonhoso saber que existem tantos políticos que são imaturos para tratar de administração pública.
Valeu, até mais

Melhor visualização com o navegador Mozilla Firefox