sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Museu da Pessoa

São histórias diversas: algumas fortes e complexas que sensibilizam, impressionam; outras, retalhos desconexos no tempo, que insiste em fragilizar a memória humana. Porém, mesmo as mais pequenas não perdem sua significância, afinal, cada história é particularmente singular e merece ser contada e recontada.

A proposta do Museu da Pessoa é simples: preservar histórias de vida - coletando depoimentos - e reunir essas múltiplas vozes e relatos visando a conservação da nossa memória social, o que é indiscutivelmente interessante e necessária. O que é um povo sem memória?

Através da reunião desses pequenos fragmentos de universos particulares, o Museu da Pessoa nos apresenta uma cultura extremamente heterogênea e rica que condiz com a grandiosidade de nosso território. De norte a sul do país, o projeto já proporcionou a muitos brasileiros a possibilidade de contarem suas histórias e contribuírem para com a missão da entidade que é tornar a história de cada pessoa valorizada pela sociedade.

É importante ressaltar que através desses depoimentos, torna-se possível o desvendar da história do Brasil (existem muitos depoimentos de relevância histórica) a partir da visão do povo - próprio construtor dela.

Mesmo que de maneira involuntária, o Museu da Pessoa, através das inúmeras caravanas que percorrem esse Brasil continental a procura de histórias, consegue mapear o país e o perfil de sua população. Mediante os vídeos disponibilizados no site do projeto, podemos perceber nitidamente as disparidades do nosso país. Por esse motivo, parte do material coletado pode ser encarado como verdadeiras denúncias sociais.

O Museu, que tem cede em São Paulo, e o site da entidade são excelentes aparatos para que nossos governantes tenham idéia do que precisa ser trabalhado para guinar o crescimento e desenvolvimento do país.

Visite o site do Museu da Pessoa (clique aqui) e se maravilhe com a confluência de histórias e culturas nele presente. Você tem a possibilidade de explorá-lo de diferentes formas: existem depoimentos escritos, vídeos e áudios. Como diz o slogan da instituição, “Uma história pode mudar o seu jeito de ver o mundo”. Não duvide disso!

5 comentários:

莱蒂西亚 disse...

André, sweetie, antes de mais nada, adorei ter você lá no Orkut tb, viu? Só falta o Lucas Catta Prêta agora, eu o procurei, mas não encontrei, transmita o recado, por favor. rs

Agora vou confessar, eu não conhecia o Museu da Pessoa! Mea culpa muito envergonhada. Mas para isso tenho os meus amigos que viajam para o mundo atrás da informação e a trazem para todos nós, não é mesmo? : )

Querido, que texto sensível, lindo e que tema maravilhoso. Amei! Se conseguir atualizar o Babel a tempo, vou este fim de semana mesmo, com certeza. E quando vcs passarem pela terra da garoa, vamos todos juntos, prometido!

Beijocas muito carinhosas pra vcs três!

Letícia.

abutre236 disse...

Museu da pessoa! Muito original,nunca tinha pensado nisso.

Deve ser muito interessante o resultado sobre o perfil da população brasileira. Eu acho que deve ser um povo completamente desunido e confuso sobre seus interesses e valores.

Pena ser em São Paulo. Deveria ter um aqui no Rio também.

até.

Conquistadores (Didixy) disse...

existe de td no mundo. Uma idéia genial e muito legal.

Kátia Regina de Brito disse...

André, que maravilha esta descoberta!! é interessante como o museu da pessoa vai de encontro com as nossas aulas na faculdade. A Mara e a Cristina adorariam ler este texto, porque além do tema está,como sempre, muito bem escrito.
Beijoooo

Leandrinho disse...

Que legal!qntos rostos tem ali?

Melhor visualização com o navegador Mozilla Firefox