domingo, 10 de agosto de 2008

Internauta olho clínico

Já se tornou costume publicarmos nos domingos, a visão do internauta sem-fronteira. Hoje, traremos uma análise da primeira rodada do futebol olímpico por Camila Paulos, estudante de jornalismo, paulista e blogmaster do Respirando Futebol... e do Sobre Todas as Coisas. Confiram o olhar clínico de nossa internauta:


As meninas entraram em campo na quarta-feira (6), às 6h, pelo horário de Brasília, para enfrentar um páreo duro: a seleção alemã. O estádio em que o jogo foi realizado é um dos piores, senão o pior, em condições de gramado. Mas não houve reclamações.

Como já era de se esperar, a partida não foi nada fácil para as brasileiras. Mas também não foi moleza para as alemãs. As duas equipes jogaram bem e criaram boas chances de gol. Dado o equilíbrio entre os elencos, a partida terminou empatada.

Marta, como sempre, sofreu uma forte marcação, mas mesmo assim criou boas jogadas, como o cruzamento para área em que Cristiane acabou passando da linha da bola e não conseguiu uma cabeçada eficiente.

Vale ressaltar a boa arbitragem na americana. Um exemplo para muitos árbitros do mundo a fora.

Mesmo com o empate, a seleção olímpica brasileira fez uma boa estréia. Acredito também que a Alemanha seria o adversário mais difícil dessa primeira fase. Meninas, confio em vocês.

Já os meninos jogaram na quinta-feira (7), também às 6h e no mesmo estádio. Era esperado que a Bélgica não desse tanto trabalho, pois o combinado deles não teria nem metade da força que o do Brasil tem.

Porém, em campo as coisas não foram assim. Na maior parte do primeiro tempo, os brasileiros eram barrados pelos belgas que, assim que tomavam posse da bola, iam para o ataque com uma rapidez incrível. Criaram muitas boas jogadas e por sorte não marcaram nenhum gol.

Os rapazes não jogaram nada bem na primeira etapa. Ronaldinho Gaúcho quase que passou despercebido, juro, que em um momento achei que ele estivesse no banco. Pato parecia um poste fincado na área, não fez nenhuma jogada que mereça comentário. O resto do time não encaixava, não se livravam da marcação... quase voltei a dormir.

No segundo tempo a equipe voltou beeem melhor. Os primeiros minutos da etapa foram de total posse de bola do Brasil e muitas jogadas com perigo de gol. Depois de um tempo o jogo deu uma esfriada, e Dunga resolveu mexer no time e colocar Thiago Neves e Jô.

Minutos após a mudança saiu o primeiro gol brasileiro (nesse momento a seleção da Bélgica tinha um jogador a menos), o que para mim não foi resultado das substituições, mas sim da capacidade individual dos atletas. Em uma jogada entre Hernanes e Diego, o são-paulino mostrou sua habilidade e inteligência enganando o zagueiro e chutando forte para o gol.

Mesmo coma vantagem no placar e com a Bélgica tendo agora dois expulsos, cada vez que os adversários pegavam na bola me dava um frio na barriga. Eles são altos e as jogadas aéreas deles poderiam gerar um gol. Jô ainda marcou o segundo do Brasil no finalzinho, mas o bandeira marcou impedimento corretamente.

Um destaque negativo, aliás, muito negativo dessa partida foi a arbitragem. O juiz foi péssimo, ruim mesmo. Apitava qualquer coisinha, fez uma festa de cartões, confusão na contagem dos mesmos e expulsou dois jogadores belgas injustamente. Como um cara desses apita uma partida de Olimpíadas? Coloquem a americana para apitar o próximo, por favor.

Felizmente o jogo acabou em 1 a 0 para o Brasil, mas a atuação da equipe, mais uma vez, não convenceu. Voltei a dormir no término do jogo, mas com muitas pulgas atrás da orelha.

3 comentários:

Bertonie JVinee disse...

Realmente, a seleção masculina de Futebol brasileiro, tá deixando muuuito a desejar. Nada comparado a seleção feminina que tá MARA com Marta e cia!!!
xD
abraços

Wander Veroni disse...

Olá pessoal do SFW!

Não há dúvidas: as meninas da selação de futebol estão dando um show de bola em todos os sentidos. O drible da Marta é fora de série...se ela fosse homem estaria trilhonaria...tem um futebol único!

Abcs,

=]
_______________________
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Equipe Sem Fronteiras disse...

COMPLEMENTO DE CAMILA PAULOS

O segundo jogo das meninas foi melhor, talvez pelo adversário da vez ser mais fraco. Uma prova disso é o fato dos dois gols brasileiros terem acontecido graças a ajudinha da goleira adversária. Deu bobeira, elas não perdoam mesmo.

Não quero tirar os méritos da seleção feminina, não. 2 a 1 em cima da Coréia foi um resultado justo (talvez tirando esse gol das coreanas). Acho que temos nesse elenco uma grande esperança de medalha (e de ouro).

As meninas jogam nesta terça-feira contra a Nigéria, e para seguirem para a próxima fase sem depender de nenhuma combinação de resultados, elas precisam somente ganhar.

Os meninos foram bem também. Mais uma vez eu bato na tecla de que o adversário foi fraco, mas, novamente, não tiro o mérito do time. Eles jogaram muito melhor do que na estréia e me deixaram com a sensação de que são capazes de garantir uma medalha sim, por mais que muitos acreditem que não.

Ronaldinho brilhou, jogou muito bem. Marcelo também apresentou um ótimo futebol. As melhores jogadas da partida saíram dos pés desses dois. Espero que continuem inspirados e melhorando. No geral o time jogou bem, só senti um pouco a ausência de Diego.

Minha principal observação da partida é pro nosso camisa 10. Será que ele está voltando a ser o jogador que era? Espero os próximos jogos para conferir e, se voltou, sorte nossa e muita sorte do Milan.

Melhor visualização com o navegador Mozilla Firefox