sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Sarah Palin: dá até vontade de vê-la na Casa Branca

Olá sem-fronteira!  Meus caros amigos blogueiros, não sei se vocês acompanharam nesta semana que passou, a Convenção Republicana, que sacramentou John McCain como candidato daquele partido. Tá, isso nós já sabíamos que iria acontecer, mas houve uma agradável surpresa nisso tudo: Sarah Palin. Ok, você vai dizer que semana passada falei disso, porém, somente ao ver o discurso dela na convenção que foi possível formar uma opinião mais concreta. E já formei: maravilhosa!

Sinceramente, não estou torcendo para McCain até porque acredito que ele vá continuar o "projeto Bush de medo para o mundo", mas também com muita sinceridade digo: como queria ver Sarah Palin na Casa Branca. Em seu discurso na convenção, independente de quem tenha escrito, ela se mostrou como uma grata e maravilhosa surpresa: convicção no que diz, firmeza, autoridade e uma retórica que falta ao próprio McCain. Quando ela atacou o democrata Barack Obama, fez tudo com propriedade e sem medo do que dizia. E olha, até me convenceu, confesso.

Palin, que logo ao ser escolhida por McCain como sua vice, sofreu ao ver a imprensa escaramuchar a gravidez de sua filha de 17 anos, conseguiu dar a volta por cima e fazer de todo o episódio, algo apenas secundário, de pouca, ou senão de nenhuma relevância para a maioria do eleitorado. Somente alguém com tamanho controle conseguiria silenciar o barulhento e chatinho eleitorado de direita cristão. 

Não importa se ela governou apenas uma cidade micro da Alasca, vindo a ser há menos de 2 anos governadora do referido estado: ela conseguiu cativar muita gente. Pessoas que vão dos eleitores de Hillary Clinton à aqueles que viram nela um contra-peso para a idade de McCain, passando por aqueles que sempre acharam Obama muito inexperiente. A escolha de Palin, como já disse semana passada foi certeira, bem pensada e agora, não há dúvidas: não poderia ter sido melhor.

Obama e Biden que se cuidem: McCain e Palin estão vindo com toda força e prometem dar muito, mas muito trabalho mesmo. E vai ser ótimo ver tudo isso.

2 comentários:

Daniel Leite disse...

Sarah, assim como Obama, é ótima oradora. A escolha dela foi uma fantástica jogada de marketing dos republicanos, que buscam conquistar segmentos eleitorais. Muitas mulheres aborrecidas com a ausência de Hillary no pleito vão adorar se apoiar na chapa de McCain / Palin.

Como disse, a eleição está muito longe de ser vencida pelos democratas. A assessoria dos republicanos está dando show e recuperando pontos importantes. Mas não podemos nos esquecer da política como ela deve ser no meio de tanta pirotecnia.

Até mais!

Bárbara disse...

puxa, também achei a Sara Pailin maravilhosa! Mt firme e corajosa!
Torço pro Obama, mas um lado de mim torce pra ela, rs, rs

Melhor visualização com o navegador Mozilla Firefox