domingo, 28 de setembro de 2008

5 de outubro: você escolhe

“Continuar e melhorar. É isso que a gente quer”. É este slogan que o candidato à prefeitura de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), usa para construir toda sua campanha. A partir dele, são tomados depoimentos dos mais graduados políticos favoráveis a Marcio, como Aécio Neves e Fernando Pimentel. É com este slogan também que Márcio faz uso da máquina pública e administrativa, mostrando as obras e feitos da administração Pimentel, como se ele fosse o prefeito.

Em alguns momentos, até acho que Marcio está tentando é se reeleger! Será que ele é o prefeito de Belo Horizonte? Que bagunça! Sim, porque a duplicação da Antônio Carlos, obras viárias da cidade, “revitalização” do antigo Cardiominas, Guarda Municipal, enfim, enfim, é tudo creditado a Marcio Lacerda. Impressionante! Ele simplesmente conseguiu todos os recursos, interveio em absolutamente tudo!

Nossa... estou cada vez me confundindo mais... Será que ele não é o governador do estado? Sim, porque olha só: o número de empregos gerados no estado, o crescimento da economia mineira “comparado somente ao da China”, tudo isso, também é creditado a ele. Reorganizando as idéias, acho que estou prestes a concluir que Marcio tem um status diferente de gestor público: é um governador-prefeito, e por isso quero dizer que além de cuidar do nosso estado ele também administra a capital. Que cara porreta!

Vamos acordar gente! Não confundamos alhos com bugalhos: o que está sendo feito aqui em Belo Horizonte e no estado, em NADA tem a ver com Marcio Lacerda. O que estão tentando fazer é colar a imagem dele a tudo que vem sendo feito, o que não é verdade. Temos que discernir as coisas: quem faz e fez coisas aqui na prefeitura, foi o prefeito eleito. No caso, Fernando Pimentel. Não vamos entrar no mérito se algo foi feito, ou se foi bem feito. Na esfera estadual, idem. Talvez até possa-se de fato creditar algum mérito a Marcio Lacerda em investimentos conseguidos para o estado, já que ele foi secretário de desenvolvimento no segundo mandato de Aécio Neves. Mas fica só nisso!

A “aliança” tão apregoada nesta campanha vende outra idéia: apenas Marcio Lacerda vai ser capaz de continuar o ‘estupendo’ trabalho que vem sendo feito em conjunto por Pimentel e Aécio. Isso não passa de uma tática sórdida de conquistar votos: a tática do medo. Algo do tipo: “Se não for o Marcio, BH vai pro beleléo”. Um dos jingles de Marcio entoa: “Por que parou? Parou por que”? Uma alusão de que caso outro candidato vença, as obras e projetos da prefeitura vão parar. Ridículo, não é? Lembra aquele conhecido ‘voto de cabresto’, não é mesmo? Toma lá, dá cá.

Quando os outros candidatos falam, “quem escolhe o prefeito é você”, é claro que um desespero se apodera deles, porque duvido que cada um deles não aceitaria o apoio de Pimentel e Aécio se fosse oferecido, mas em tese, estão certos. Procure saber sobre a vida de cada um, o que fazem, o que fizeram e as reais propostas para a cidade. Nós que temos acesso à uma infinidade de ferramentas de busca, não temos desculpa por não nos informarmos melhor sobre quem governará nossa cidade.

E voltando ao sem-fronteira belorizontino, proponho uma reflexão: “continuar e melhorar”. Continuar? Como assim? Continuar o sistema plural de ensino? O trânsito caótico da cidade? A falta de diálogo com o cidadão? As filas nos postos de saúde?

"Continuar e melhorar". É isso que você quer?

5 comentários:

Gutemberg Xavier disse...

ih cara, acho que recife ta assim tbm..

JOão da Costa (PT) vai ganhar sem mexer um dedo, só por causa de outras feitorias.

Gutemberg Xavier disse...

PARABÉNS, SEU BLOG ACABA DE SER O BLOG DO ANO 1 D'O PERNAMBUCANO.

Os contemplados com o selo terão apenas que divulgar uma postagem apresentando a imagem do selo e divulgando o nosso blog, além, claro de exaltar a importância do título aos seus blogs.

PARA SABER MAIS BASTA IR NO PORTAL
www.opernambucano.blogspot.com

logo após mandar mensagem, se possivel, informando o recebimento.

Wander Veroni disse...

Oi, Lucas!

Muito bom o seu texto. Aqui em BH estamos vivendo uma crise séria de indentidade eleitoral. Bom, não tenho o número preciso ou a porcentagem, mas mais da metade do montante das obras anunciadas feitas pela PBH e pelo Governo de MG são de recursos FEDERAIS.

O prefeito que assumi, seja ele quem for, é obrigado a cumprir todas essas obras, devido a lei de responsabilidade fiscal.

Outra coisa: vc tá certíssimo de convidar o leitor/internauta a pesquisar sobre os candidatos.

O Lacerda só está na frente por causa do apoio desses medalhões dapolítica mineira. Se Deus quiser ele não vai ser igual o Eliseu Resende, que ganhou como senador de Minas, sem abrir a boca no horário eleitoral.


Abraço,

------------------------
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Lucas Catta Prêta disse...

Gutemberg, tenho visto pela internet a situação no Recife, e de fato, se assemelha muito com a da capital mineira. Complicado né, cara?
Ah,muitíssimo obrigado pelo selo! Recompensas assim incentivam o SF!
Abraço!

Wander, Wander... já te mandei um recado via Orkut e um comentário no Café. E é isso aí... Vamos ver no que dá!

All3X disse...

Exato Lucas, devemos prestar muita atenção no que é dito em campanhas eleitorais, afina, a intenção delas é ofuscar a visão do eleitor menos atento.
Valeu,
All3X

Melhor visualização com o navegador Mozilla Firefox