quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Da seleção ao Brasileirão

Desolação de Ronaldinho contra a Bolívia (imagem de Fernando Soutello - Reuters) e alegria de Kléber Pereira, artilheiro isolado do Brasileirão (foto Yahoo)

Irreconhecível. Bastou uma palavra para que o torcedor brasileiro definisse a apresentação dos selecionáveis de Dunga diante da Bolívia, no Estádio João Havelange, o Engenhão, na noite de ontem (10). Após a vitória sobre o Chile no domingo (7), quando o Brasil derrotou a seleção comandada por Marcelo Bielsa pelo placar de 3 a 0, apresentando um futebol de bom nível em pleno Estádio Nacional, em Santiago, grandes expectativas foram criadas em torno do grupo, que não correspondeu ante a última colocada das Eliminatórias Sul-Americanas, empatando com a fraca Bolívia em 0 a 0.

Bolívia irreconhecível x Brasil apático?

Os vinte gols sofridos não retrataram a realidade boliviana frente à seleção canarinha. O Brasil sequer chegou à meta boliviana no primeiro tempo, mantendo um futebol burocrático e inebriado pela fácil vitória ante o Chile, uma equipe bastante ofensiva, que não ofereceu resistência ao ataque composto por Ronaldinho Gaúcho, do Milan - ITA, Robinho, do Manchester City - ING e Luís Fabiano, do Sevilha - ESP.

A formação treinada por Erwin Sanchéz, técnico boliviano, suspenso nesta partida, permitiu com que a seleção andina se fechasse e neutralizasse a principal referência do Brasil na partida de Santiago, o centroavante Luís Fabiano, que foi neutralizado e se apagou frente à zaga boliviana. Defesa sólida e ataque frágil, com Marcelo Moreno pouco inspirado, fizeram com que a partida caminhasse para um empate insosso.

Os gritos de Juan impulsionando a seleção para o ataque e as tentativas frustradas dos outros atletas, não foram suficientes para que o Brasil saísse com a vitória e a vice-liderança isolada das Eliminatórias, ocupada também pela Argentina e Chile. Antes mesmo do término da partida, as vaias surgiram e revelaram os anseios do povo brasileiro: fora Dunga!

Da seleção ao Brasileirão

Terminados os jogos contra Chile e Bolívia, os convocados Juan e Kléber, laterais esquerdos de Flamengo e Santos, respectivamente, retornam e reforçam suas equipes no Brasileirão, já na rodada de domingo (14).

O time rubro-negro carioca e o tricolor paulista brigam pela ascensão ao G4, composto atualmente pelo líder Grêmio, vice-líder Cruzeiro e por Palmeiras e Botafogo. Flamengo e São Paulo se enfrentam em partida pelo returno, no Maracanã, daqui a três dias. O jogo promete ser o divisor de águas para as duas equipes, apontadas por muitos como favoritas ao título.

Em contrapartida, o Santos busca se distanciar de vez, da zona de rebaixamento, jogando contra o Fluminense, em casa, com o apoio da torcida, que anda entusiasmada com os gols de Kléber Pereira, artilheiro do campeonato, com 17 gols.

1 comentários:

Wander Veroni disse...

Acho q todo mundo esperava mais da seleção. Mais massacrar o Dunga como mtos colegas da imprensa estão fazendo, acho injusto. Afinal, futebol é um espoerte coletivo. Não é o erro de uma pessoa só, mas sim da equipe.

Abraço,

=]
___________________________
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Melhor visualização com o navegador Mozilla Firefox