sexta-feira, 20 de junho de 2008

Um Jardim na antiga Cidade Jardim


A dica cultural dessa sexta é o Jardim Japonês, presente de 5.000m2 que a cidade de Belo Horizonte ganhou no último dia 16. O projeto que tem a assinatura do paisagista japonês radicado no Brasil, Haruho Ieda, visa celebrar a amizade entre os povos e propiciar ao povo brasileiro uma oportunidade de conhecer um pouco da cultura milenar do Japão.

O local contará com diversas árvores típicas das florestas japonesas: a bela cerejeira - árvore símbolo da Terra do Sol Nascente -, o pinheiro oriental, a azaléia e o bambu. A fauna do continente asiático estará representada por peixes e aves (o cisne-branco, o marreco-mandarim, o tadorna-tricolor e o tadorna-ferrujinha). O jardim terá toques brazucas, ou seja, diversas espécies vegetais de nossa flora dividirão espaço com os elementos naturais do Japão.

Outros atrativos do Jardim são: a casa de chás - marco característico da cultura japonesa - além de outros elementos que completam e dão harmonia ao local como portal (torii), as lanternas de pedra (toros) e a ponte de madeira.

O Jardim Japonês funciona na Fundação Zôo-Botânica de BH - Avenida Otacílio Negrão de Lima, 8.000 na Pampulha -, de terça a domingo, das 8h30 às 16h. Os ingressos variam: de quarta à sábado a entrada custa R$ 1,00; domingos e feriados, R$ 2,00; já às terças o ingresso ao local é totalmente grátis.

4 comentários:

marininha disse...

Depois dessa, eu tamb�m quero conhecer o o Jardim Japon�s! Afinal n� Andrezim falou! haha
ta d+ o blog galera beijao =*

José Roberto disse...

Aproveitei esta manhã e conferi sua dica cultural pessoalmente. O Jardim Japonês lembrou-me a visita que fiz ao Parque do Ibirapuera - São Paulo. Lá existe o Pavilhão Japonês, marco da aproximação da nossa cultura com a milenar tradição japonesa.

Foram dois grandes momentos. Uma oportunidade única para quem ainda não visitou o Japão, mas sonha em conhecê-lo.

Uma dica cultural valiosa. Parabéns André!

Kátia disse...

Dé,
Que legal sua dica. Eu nunca ia ficar sabendo deste jardim se você não tivesse publica do aqui no sem fronteiras.
Obrigada

Eliana disse...

Sua dica me despertou para fazer um passeio com meus alunos ao jardim japonês, principalmente nesse momento de comemorações do centenário da imigração japonesa. A internet precisa de pessoas como voce que a enriqueça com informações tão ricas e construtivas. Continue prestando esse serviço de qualidade. Parabéns.

Melhor visualização com o navegador Mozilla Firefox