segunda-feira, 9 de junho de 2008

Produtos Made in Brazil brilham também na EuroCopa


A soja, o café, a laranja, o minério de ferro, o aço, os biocombustíveis e outros inúmeros produtos que colocam o Brasil no topo do ranking de exportações, tem seu brilho corrompido pela mais genuína das fabricações “Made in Brazil”: o jogador de futebol. Um mercado crescente e a cada dia mais atraente àqueles que buscam constituir fortunas, ou, manter uma vida tranqüila depois de anos de carreira futebolística. Em 2007 deixaram o país, um exorbitante número de 1.252 atletas, que migram para diversas partes do planeta bola: desde os grandes mercados europeus aos emergentes, como a Rússia, o Japão, a Coréia do Sul, a Ucrânia e países do leste-europeu, até mesmo, aos inexpressivos campeonatos vietnamita e azerbaijano.

A questão vem preocupando autoridades da área, como o presidente da FIFA, Joseph Blatter. O chefe da Federação Internacional de Futebol e Associados revela sua queixa com relação à EuroCopa, que começou no dia 7, na Áustria e na Suíça. O torneio contará com 6 jogadores brasileiros que se naturalizaram a fim de atuar por seleções européias. Mehmet Aurélio, volante que atuará pela Turquia; Kevin Kuranyi, atacante carioca que jogará pela Alemanha; Marcos Senna, ex-volante do Juventude e agora atleta espanhol; Roger, lateral-esquerdo ex-Corinthians, que faz sua primeira Euro pela Polônia e os luso-brasileiros Deco, meio-campista do Barcelona e o zagueiro Pepe, que atua pelo Real Madrid, são alguns dos inúmeros brasileiros que não tiveram chance de mostrar seu futebol, vestindo as cores da camisa canarinha.

O internauta Michell Niero, idealizador da Revista Online O Patifúndio, que aqui deixou seu comentário, ressaltou se aqueles jogadores que entraram em campo, vestindo a “camisola” portuguesa, podem ser considerados realmente brasileiros. Esta opção tomada por muitos atletas leva a uma questão pertinente: a identidade nacional. E agradeço o internauta Niero por esta análise. A fim de provocar maiores discussões acerca do fato, a Equipe Sem Fronteiras superou as barreiras financeiras que nos impedem de viajar e cobrir grandes eventos, com nossa proposta de jornalismo inteligente. Colocaremos a disposição do leitor, a seleção de “brasucas” naturalizados, que atuam por outras seleções. Eis que a convocação se encontra abaixo. Encerro meus trabalhos com esta jornada inovadora. Caso não conheça algum jogador, não se assustes, tu não serás o único.

CONVOCADOS DA SELEÇÃO "BRASUCA" NATURALIZADA:

Fabio dos Santos - goleiro - seleção do Vietnã
André Ladaga - lateral-direito - seleção do Azerbaijão (FK Baku - AZE e ex-Vasco - BRA)
Roger - lateral-esquerdo - seleção da Polônia (ex-Corinthians - TUR)
Pepe - zagueiro - seleção de Portugal (Real Madrid - BRA)
José Clayton - zagueiro - seleção da Tunísia (Sakaryaspor - TUR)
Ernani Pereira - zagueiro - seleção do Azerbaijão (FK Karvan Evlakh - AZE e ex-Villa Nova - BRA)
Mehmet Aurélio - volante - seleção da Turquia (Fernebaçhe - TUR)
Marcos Senna - volante - seleção da Espanha (Villareal - ESP)
Alessandro Santos - meia-esquerda - seleção do Japão (Shimizu S-Pulse - JAP)
Deco - meia – seleção de Portugal (Barcelona - ESP)
Zinha Naelson – meia-atacante - seleção do México (Toluca - MÉX)
Santos - atacante - seleção da Tunísia (Toulouse - FRA)
Eduardo da Silva - atacante - seleção da Croácia (Arsenal - ING)
Kevin Kuranyi - atacante - seleção da Alemanha (Stuttgart - ALE)
André - atacante - seleção de Guiné (Barueri - BRA)
Leandro Gomes - atacante - seleção do Azerbaijão (FK Baku - AZE)

2 comentários:

José Roberto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
José Roberto disse...

Ia passeando por alguns blogs, procurando alguma proposta inteligente. Achei!! Lista de convocação de jogadores naturalizados, dados, humor... você está de parabéns!! Fantástico. Nunca vi nada igual.

Vou passar por aqui mais vezes e conhecer os outros editores que estão aqui do lado. Se eles mantiverem esse nível, o Sem Fronteiras na Web tem tudo pra emergir na internet.

Melhor visualização com o navegador Mozilla Firefox