terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Belém está entre as possibilidades de sede da Copa do Mundo de 2014

Imagem: Montagem que ressalta as belezas naturais, culturais e arquitetônicas de Belém

Dezoito capitais brasileiras disputam à sede da Copa do Mundo de 2014. Junto ao Ministério do Turismo, a Fundação Getúlio Vargas (FGV), analisa o potencial turístico e as condições necessárias de cada uma destas, que pretendem sediar o evento.

Segundo informações apresentadas pelo Ministério do Turismo, na manhã desta segunda-feira (19), o chefe de gabinete Carlos Silva e a pesquisadora da FGV, Laura Monteiro, sobrevoaram Belém e logo depois, reuniram-se com autoridades locais para tratar das possíveis ações na cidade.

"Pelo que ouvimos nas exposições e pela visita aérea, acreditamos que Belém tem todas as condições para ser uma das sedes. É uma cidade agradável, verde, bonita e acolhedora", disse Silva à Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo.

A FGV irá analisar investimentos em turismo feitos nas cidades, além de insuficiências e maneiras de melhorar a estrutura turística em determinadas áreas. Setores hoteleiros, gastronômicos e prestação de serviços, também serão estudados.

Mas, só quem dará o resultado final, de quais serão as 10 ou 12 capitais selecionadas, será a Federação Internacional de Futebol (FIFA). E de acordo com esta, os editais para a execução das obras, deverão ser entregues até o dia 31 de julho deste ano e deverão ser concluídas até 31 de janeiro de 2010. E o prazo para a apresentação dos estádios será 31 de janeiro de 2012.

Fonte: Ministério do Turismo

* Em virtude da publicação de "Turismo", o Sem Fronteiras trará a partir de amanhã, artigos referentes aos desafios de Barack Huseim Obama frente ao governo estadunidense. Iniciamos com Política nesta quarta, traremos Economia na sexta e fecharemos com Internacional na outra quarta. Não deixe de conferir!


- Este artigo foi útil, tem qualidade ou merece algum acréscimo. Deixe seu comentário abaixo ou assine nosso feed.

9 comentários:

Guilherme disse...

Olá Miriane,

Das cidades do Norte do país, Belém sai bem a frente das demais por alguns fatores: melhor estádio, maior tradição turística e cultural, uma força política superior a de Manaus, o acesso menos desgastante, além de uma razoável estrutura hoteleira, que juntamente com o setor de transportes, merecerá inúmeros cuidados, caso a cidade seja escolhida um das sedes.

Vejo com impasse, o tempo de deslocamento, que cansaria demasiadamente os atletas, algo que a FIFA vem batendo firme e contrária.

Torço para Belém, mas vamos ver no que dará.

Grande abraço.

Pedro Sá disse...

Tem um prémio para si no meu blog. ;)

Leo Pinheiro disse...

A infra-estrutura de Belém está ótima depois da reforma do cais, mas...

E a infra esportiva, como será que está (rá)

Atualmente é bacana para jogos regionais e nacionais, mas o padrão Fifa é muito mais alto.

Belém tem como fazer esse aporte? Quem souber me responda.

30 e poucos anos. disse...

Não conheço mas deu vontade de agendar para as próximas férias

Wander Veroni disse...

Oi, Miriane!

Belém é uma cidade linda! Só conheço por fotografia e documentários, mas dá vontade de visitar, viu! Ainda mais com a preposição de sediar uma Copa.

Abraço,

=]
----------
http://cafecomnoticias.blogspot.com

DuDu Magalhães disse...

Belém tem muita chance, mas tudo vai depender das argumentações políticas, a decisão final vai ser baseada nisso....

Julio disse...

Belém não conheço!
Mas conforme o comentário acima tudo depende da política...

pendriveblog disse...

Belém? tipo, não era melhor Curitiba?? rsrsrss
mais perto da minha cidade...

_____________
PEN DRIVE Blog
http://pendriveblog.wordpress.com/

Anônimo disse...

OS BENEFICIOS DA CIDADE-SEDE PARA A MAIORIA DA POPULAÇÃO DA REGIÃO.
A Cidade de Belém do Pará como Sub-Sede da Copa de 2014, sem dúvida que trará também os benefícios para as populações dos municípios dos Estados do Maranhão, Amapá, Piauí e Tocantins isso porque o acesso entre esses municípios são facilitados por deslocamentos via Terrestre, Fluvial e Aérea e ainda pelo fato desses Municípios encontrarem-se em áreas adjacentes de acesso sem obstáculos ou impedimentos e ainda por não estarem tão distantes de Belém do Pará.
Penso que a Sub-Sede de uma Copa do Mundo não pode ficar Isolada e nem deve ficar restrita privilegiando apenas o Estado ou a Cidade-Sede, pois os Benefícios do Evento tem que ser estendidos ou ampliados para que seja certo alcançar a participação da população de outros Municípios Brasileiros que estejam próximos da Cidade-Sede e tudo isso é para que a Maioria Absoluta da População possa ter garantias da consideração de fazer lograr a parte dos favores do evento.
Com relação aos Estádios é preciso levar em conta as condições para utilização dos mesmos, não apenas por ocasião do evento mas também depois que terminar, para que não venham a ocorrer de se transformarem em verdadeiros “Elefantes Brancos” sem finalidade de utilização e cuidados, sem manutenção e abandonados. É preciso levar em consideração também o apelo popular a paixão do povo pelo futebol, assim como a frequência do público nos Estádios. Os Estádios não podem ser construídos apenas para o evento e depois deixados de lado a míngua. É necessário que sejam justifificados os projetos de grande custo, para que os estádios não fiquem desprezados e nem deixem de serem utilizados.
O Dinheiro Público ou Privado não pode ser usado de forma desiquilibrada e também não pode ser gasto desordenadamente ou desperdisado de forma irresponsável e nem Jogado fora. As estruturas de um projeto tem que ficar para serem utilizados permanentemente pelo povo. É necessário que seja feito um planejamento que fique sempre beneficiando a população. Penso que cidades cuja a preferência popular pelo futebol precisam ser levadas em consideração quando se analisa a importância que o povo revela para o futebol.
Deve-se no entanto refletir bem na importância para a maioria absoluta da população que alcançará os beneficios direta e indiretamente do evento ou seja, não apenas a população da Cidade-Sede, mas também para outros municipios e localidades por todo o Brasil que tenham um fluxo populacional considerado. É preciso também atentar fundamentalmente para a afluência da população ou seja, as condições principalmente de acesso devem ser consideradas por via Terrestre, Fluvial e Aérea e que desse modo todos venham a ser favorecidos por transportes e deslocamentos.
Com o advendo da Sub-Sede para Belém do Pará certamente o municipalismo dos Estados vizinhos ao Pará farão as melhorias necessarias em seus municípios visando tirar proveito do evento, e desse modo prestarão serviços para ajudar na vida de sua população. Penso que Belém seja uma dessas cidades brasileiras que tem condições de oferecer a outros municípes não apenas do Estado do Pará mas também de outros Estados brasileiros as condições de melhoramentos que o evento propiciará a todos.
A Cidade de Belém também é um desses municípios brasileiros cujo o Planejamento das Atividades para estruturar-se visando o Evento não precisará despender somas exorbitantes e astronômicas como prometem gastar os tubos de dinheiro outras cidades brasileiras. A Cidade de Belém já tem um estádio apto e pronto faltando pouco para se adaptar as exigências da fifa.
E como já foi expresso a cidade de belém como Sub-Sede da Copa de 2014 beneficiará direta e indiretamente outras Capitais e Municípios pelo Brasil e cuja a população não teriam tanto empecilho para se transportarem devido as meios de acessibilidade.

Melhor visualização com o navegador Mozilla Firefox