quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Opção: fome!

Postagem especial do SF para o Blog Action Day 2008

Foto: Sebastião Salgado

Ela é silenciosa e informe. Uma das piores e mais perversas mazelas mundiais surge da falta de elementos concretos que satisfaçam uma das vontades instintivas do homem e da abastança de outro mal, esse, também abstrato, mas talvez mais letal: a insensibilidade. A pobreza se faz nítida através da fome, um câncer que lateja nos terrões áridos ou em ambientes demasiadamente gélidos.

A fome campeia o mundo! Diariamente ela aflige e castiga inocentes. Sádica, ela se rejubila dia após dia, sugando gota a gota a energia de suas vítimas, até o momento em que lhes faltam forças para pedir e clamar por misericórdia. É difícil imaginar e definir esse inimigo voraz que segundo estimativas da ONU (Organização das Nações Unidas), atinge um em cada seis habitantes do globo terrestre. Igualmente árdua, é a tarefa de tentar estabelecer, em termos estatísticos, o desespero ocasionado por ela.

Longe dos olhos de quem possui autonomia e poder para erradicar fome do globo, latinos, asiáticos e africanos, principalmente, se vêem de mãos atadas diante do problema. Inúmeros - crianças e adultos, homens e mulheres - a cada segundo, pagam com a vida o preço da negligência dos poderosos.

Na contra-mão do que acreditava Thomas Malthus, a realidade se apresenta de outra forma. A população não cresce em progressão geométrica, tão pouco os alimentos são produzidos em progressão aritmética. A teoria, que trocando por miúdos diz que a fome é uma mal contra o qual é inútil lutar, cumpriu sua função e foi tida como verdade em meados do século XIX, hoje, não passa de uma visão extremamente equivocada.

Então, o que fazer?!? Encontramos respostas baseando-nos na falta. Falta de enxergar o outro com olhos compassivos, falta de querer fazer e deixar os interesses políticos e econômicos de lado. Falta de querer distribuir os recursos de maneira homogênea. Falta de acreditar que a solução para este mal passa pela educação, mecanismo inclusivo e capaz de nivelar os seres, colocando-os em pé de igualdade.

O fantasma da fome continuará ter o seu lugar no mundo enquanto o homem agir baseado na lei da vantagem, enquanto estiver envolto pelo malévolo mundo globalizado, onde, necessariamente, devem existir vencidos para que existam vencedores, devem existir oprimidos para que poucos se gloriem. Continuará sua matança enquanto o homem optar por ela.

E segue a pobreza, que traz a fome e gera fome - pelo saber.

Segue a pobreza, palavra comum à nossa existência. Que se faz aparente e aparenta, o quão pobres somos de espírito. O quão pobres fomos, somos... seremos? Isso só você poderá responder!

5 comentários:

Jader França disse...

Grande iniciativa!
Abraços!

All3X disse...

Também faço parte da iniciativa do Blog Action Day, e ao ver que ao meu redor existem outros que seguem é muito gratificante.
Só me sinto envergonhado aqui. Afinal, este deve ser o melhor artigo que já li sobre a temática. Não me refiro apenas quanto á pobreza, mas sim quanto toda a gama de temas sociais relacionados.
Foi surpreendentemente Sem Fronteiras, se me permitem a expressão.
Abraços,
All3X

Wander Veroni disse...

Oi, Equipe SFW!

O mais bacana da postagem coletiva do Blog Action Day é entrar em alguns blogs e ver artigos tão maravilhsos quanto o q vcs trazem aqui. A fome é um tema dentro da pobreza que mais me causa compaixão e vontade de ajudar, nem que seja no espírito de formiguinha, e "ensinando a pescar", que também é importante.

Depois passa lá no Café!

Abraço,

=]

-------------------
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Anita disse...

Parabéns pela iniciativa pessoal do sem fronteiras!
Sucesso a toda a equipe!

Guilherme Freitas disse...

O que mais me deixa revoltado é como os governos mundiais tratam este caso. Falam muito e agem pouco. São burocráticos e enrolam demais pra resolver um problema que poderia ser menor do que é hoje. Ai aparece uma crise financeira mundial e um clima de recessão. Todos eles arregaçam as mangas e da noite para o dia aparecem com bilhões de Euros para os bancos não quebrarem. Enquanto isso a fome e a miséria vão fazendo a cada dia mais vítimas. Enquanto as autoridades continuarem colocando o dinheiro à frente das pessoas, esse mundo jamais vai melhorar. Excelente texto, parabéns.

Melhor visualização com o navegador Mozilla Firefox