quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Novatos mandam bem


O Campeonato Mineiro do Módulo II de 2009 traz algumas surpresas até o presente momento, na 5ª rodada de um total de 22. Os doze times, com exceção do Democrata de Sete Lagoas, que perdeu as quatro partidas até agora, o campeonato está bastante disputado.

O time de maior prestígio é, sem dúvida, o Ipatinga, que enfrenta dificuldades e está na sexta posição apenas. Agora é que o time começa a engrenar no campeonato. Como o Módulo II é disputado em turno e returno, o clube pode conseguir o acesso com facilidade.

Mas as grandes surpresas da competição são os récem-promovidos América de Teófilo Otoni e Funorte de Montes Claros. O primeiro é o líder do certame enquanto o segundo está em quinto, a dois pontos da zona de classificação.

O clube de Teófilo Otoni ainda tem um fator de suma importância para conquistar as vitórias no estádio Nassari Mattar: sua apaixonada torcida. No primeiro jogo, por exemplo, contra o Ipatinga, os 4.300 ingressos colocados à venda foram consumidos pelos americanos, que fizeram do estádio um verdadeiro caldeirão. A equipe começou vencendo, inclusive.

A torcida do Funorte também tem comparecido, porém, em menor número. 2.466 acompanharam a vitória da equipe por 2x1 sobre o Democrata-SL, de um total de 4.000 postos à venda.
O lucro do América de Teófilo Otoni em borderô divulgado no site da Federação Mineira foi de R$ 27.504,00, maior do que muitos ganhos de times do Módulo I do Campeonato Mineiro. A torcida e a cidade estão realmente empolgados com o time.

Depois de cinco rodadas, portanto, parece que o América-TO brigará pelo acesso, enquanto o Funorte pelo menos estará longe da briga para não cair, já que há times mais fracos tendendo a disputar a Terceira Divisão em 2010.

Para não ficar em cima do muro, dou meus palpites: América-TO e Ipatinga estarão na divisão de elite do Campeonato Mineiro em 2010 enquanto Democrata-SL e Itaúna vão disputar a Terceirona no ano que vem. Que times novos possam adentrar a divisão especial do futebol mineiro, dando uma sacudida para evitar que os mesmos de sempre subam e caiam.

Matheus Laboissière, 21 anos, natural de Belo Horizonte, estudante de jornalismo do Uni-BH, diagramador e assessor da EPAMIG, colunista do site FutNet, idealizador do Espelho Digital e futuro colaborador do Sem Fronteiras.

2 comentários:

Maldita Futebol Clube disse...

Por isso os estaduais são tão bons. Dão oportunidades ao surgimento de novos times, geram empregos e renda nesses clubes e fazem o futebol se mostrar grande fonte social de inclusão! abs, belo blog...leandro carvalho

Matheus Laboissière disse...

Isso mesmo Leandro. E um dado interessante ainda é que tanto Teófilo Otoni quanto Montes Claros estão longe da capital, a cerca de 400km de Belo Horizonte. É muito legal ver times fazendo sucesso fora dos grandes centros...

Melhor visualização com o navegador Mozilla Firefox